quinta-feira, 9 de abril de 2009

TDAH e Profissão

Durante muito tempo, pensou-se que o TDAH fosse um problema restrito à infância. Os profissionais da saúde freqüentemente pediam aos pais para terem paciência com seus filhos pois, ao chegarem à adolescência, a maturidade traria a solução do problema. Infelizmente, estavam enganados.

Crescer sem diagnóstico e tratamento para o TDAH pode trazer efeitos devastadores para um adulto. Para alguns, ter um diagnóstico significa colocar a vida inteira dentro de uma perspectiva correta e trazer compreensão para dificuldades sentidas desde sempre. A auto-estima é instantaneamente modificada, pois percepções negativas de si mesmo - "preguiçoso, lerdo, desastrada, avoada, maluco"- não são mais justificadas. Há uma razão para esses comportamentos!


Hoje, sabe-se que os sintomas do transtorno acompanham a pessoa no seu desenvolvimento e, do total de crianças diagnosticadas com TDAH na infância, 70% delas terão que lidar com dificuldades decorrentes da condição na vida adulta (CHADD, 1997).

Por Maria Cristina Bromberg

Para saber mais consulte o site:

http://www.hiperatividade.com.br/article.php?sid=60

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Onde obter em São Paulo o diagnóstico de Dislexia

Em São Paulo, o diagnóstico de Dislexia pode ser obtido nos seguintes endereços:

ABD - Associação Brasileira de Dislexia
Av. Angélica, 2318 7º andar Higienópolis
Telefone: (11) 3258-7568 / 3231-3296 / 3237-0809
Site: www.dislexia.org.br

CRDA - Centro de Referência em Distúrbios de Aprendizagem
Rua Estela, 96 2º andar Estação Paraíso do Metrô
Telefone: (11) 5083-4266
Site: www.crda.com.br